Celso Roth sobre o Avaí: “Precisamos de um enorme cuidado”

A vitória contra o Flamengo foi importante, claro, porém, insuficiente para tirar o Vasco da zona do rebaixamento do Brasileirão. A recuperação tem novo rival e data para continuar: o Avaí, quarta-feira, em São Januário. Adversário com a melhor campanha como visitante e que relembra uma goleada traumática.

Em quatro jogos longe da Ressacada, o time catarinense soma sete pontos – ganhou de Coritiba e Goiás e empatou com o São Paulo. O aproveitamento de 58,33% é o mesmo do Atlético-MG e contrasta com o desempenho de 33,3% como mandante, no qual soma cinco pontos (uma vitória e três empates).

Tal situação foi comentada por Celso Roth logo depois da vitória sobre o Fla, no domingo. Praticamente sem se permitir comemorar, o treinador mostrou conhecer os perigos do adversário:

– O próximo jogo é sempre o mais difícil. Com todo o respeito ao Avaí, mas eles jogam por uma bola. Nós estaremos em casa, teremos que sair para o jogo. Precisamos de um enorme cuidado.

Até porque, no retrospecto recente, o Leão da Ilha é um incômodo. Ganhou os dois confrontos na Série B de 2014. No Rio, uma goelada de 5 a 0, que custou o emprego de Adilson Batista – treinador que seria substituído por Joel Santana.

Depois do retorno ao Rio na segunda-feira, o Vasco volta a treinar na tarde desta terça. Martín Silva, com dores no tornozelo direito, não deve ter condições de atuar. Charles deve continuar na equipe, que terá a mesma escalação do clássico.

Fonte: GloboEsporte.com
Anúncios