Vasco deve receber verba da Caixa para quitar mês atrasado nesta 5ª-feira

O pagamento em São Januário, que vinha sendo feito até o dia 10 nos primeiros meses da gestão Eurico Miranda, atrasou alguns dias, mas está programado para sair nesta quinta-feira. O clube vai quitar o mês de maio e a primeira parcela do 13º do ano passado, que não foi pago a alguns funcionários. O dinheiro vem do contrato de patrocínio da Caixa Econômica Federal, que tem novo acordo com o Vasco válido até o fim do ano.

A diretoria ainda teme penhoras para receber parcela do banco estatal. Pelo contrato de oito meses, o Vasco receberá R$ 15 milhões. Agora, entra uma parcela de R$ 5 milhões, que servirá justamente para quitar este mês atrasado. O clube tem alguns pedidos de penhoras judiciais que podem “comer” fatia desse pagamento.

No início do ano passado, o ex-jogador de vôlei Giovane Gávio, bicampeão olímpico em 1992 e 2004 pela seleção brasileira, recebeu de uma vez R$ 1,3 milhão de bloqueio do repasse da verba da Caixa.

Recentemente, a fila de processos engordou com a entrada de ação do ex-diretor de futebol Rodrigo Caetano, que cobra R$ 400 mil por dois meses de atraso, mais multa e juros. Parte dos jogadores e funcionários dispensados no fim do ano passado entrou na Justiça para tentar receber, enquanto outros fazem acordo por meio do sindicato de funcionários de clubes.

O clube informou que tinha R$ 2 milhões para iniciar estes pagamentos. Segundo o Sindeclubes, cerca de 50 de um total de quase 200 demitidos entre o fim da gestão Dinamite e início da administração Eurico começaram a receber os atrasados em pagamentos mensais.

Fonte: GloboEsporte.com

Anúncios